Netto Mello: revela toda trajetória e criação de seu primeiro trabalho solo “Bunker”

O guitarrista Netto Mello revelou com exclusividade à Roadie Metal, os motivos que o fizeram optar pelo trabalho solo e como se deu todo o processo de criação do álbum de estreia “Bunker”.

Perguntado sobre os motivos que o fizeram abandonar a banda Sunroad – Netto esteve à frente das guitarras por mais de seis anos, gravando dois discos e fazendo inúmeros shows com o grupo – O músico explica que foi uma escolha natural e que novos caminhos profissionais fizeram com que ele optasse pela carreira solo: “Não optei exclusivamente pela carreira solo. Mas pelo momento, o foco na minha nova empreitada com a Rec_In Produções Audiovisuais. Não sei fazer várias coisas ao mesmo tempo, sempre trabalho com “foco”, não daria a atenção necessária aos três projetos (Sunroad, Bunker e produtora) ao mesmo tempo, então optei pela divulgação do Bunker, onde tenho o ‘controle’ do meu tempo. Claro que a meta é até o fim do ano estar tudo estruturado para eu montar uma nova banda, já aproveitando para fazer um som que é mais a minha pegada, Progmetal é claro”.

Um grande estudioso das guitarras, Netto revela como surgiu as principais motivações que o fizeram compor e estudar as músicas que estão presentes em “Bunker”, primeiro álbum solo do guitarrista: “Como disse, venho de bandas de metal, então minha playlist sempre foi baseada nisso. Tenho dedicado um bom tempo para estudar e me aperfeiçoar nas 7 cordas, ouvindo muito djent, guitarristas e bandas nesse estilo. Fiquei seis anos no Sunroad, que de alguma forma é bem mais ‘simples’ de tocar, isso me fez perder um pouco a ‘mão’ (risos), isso relacionado à técnica. Com o ‘bunker’ tive que separar um bom tempo para voltar a forma e me encaixar novamente ao estilo, mas mesmo assim não é algo totalmente djent, coisa que quero para minha nova banda e para meu próximo disco solo”.

Por fim, o músico explicou detalhadamente como se deu o processo de criação e como surgiu a ideia de criar o álbum “Bunker”: “Acho que como a maioria dos guitarristas, sempre tive vontade de ter um disco solo. Cheguei a gravar um EP em 2006. Mas um disco completo, com um tema mais sério, isso ainda não tinha feito. Quando iniciamos a gravação do disco, não tinha a ideia do tema, eu apenas sabia que queria algo que retratasse um lado mais introspectivo. Gosto muito de assistir séries, certo dia estava eu assistindo The 100, e alguns personagens acharam um bunker, como eles estava fugindo de algo, esse bunker serviria de refúgio dos perigos externos, mas se você parar pra pensar no bunker como algo que te protege de algo externo que não te deixa sair, isso também pode ser considerado uma prisão. Esses dois sentidos do mesmo tema, me chamaram a atenção. Então coma a ideia inicial seria algo introspectivo, usei a ideia de um bunker ilusório, onde o personagem estivesse enclausurado em sua mente, devido as cobranças e pressões do mundo externo, coisa que se encaixa muito bem na vida de quem escolhe a música como profissão rsrs Como o disco já estava em processo de gravação das bases, fui cada vez mais direcionando os novos elementos para esse tema. Na pós-produção, inclui alguns “samples” para dar mais “clima” ao disco, claro que a escolha das melodias (algumas mais loucas e outras mais tranquilas) influenciaram no resultado final. Como passar uma mensagem apenas com música instrumental? Se você parar para pensar em “fadiga auditiva”, nota-se que o som provoca diferentes sentimentos, tanto para quem executa ou para que ouve. Um exemplo é a faixa Out Of Control, um episódio de loucura do personagem, usei linhas melódicas que normalmente eu não utilizaria, deixei alguns momentos bem poluídos. E assim foi se formando o disco”.

O primeiro registro do músico pode ser encontrado em todas as plataformas de Streaming e canal oficial do guitarrista no YouTube.

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/nettomelloofficial/

Roadie Metal Press: https://roadie-metal.com/press/netto-mello/