Magnética: banda apresenta nome e conceito do novo EP

O grupo Magnética lançou no início de 2018 o primeiro trabalho da carreira, o belíssimo disco, “Homo Sapiens Brasiliensis”, na época a banda tinha uma formação diferente da atual, que por motivos pessoais de alguns integrantes teve que se diluir, perdendo o vocalista que havia gravado o disco logo após o lançamento do mesmo.

O fundador e principal compositor da Magnética, Rafael Musa, não pensou duas vezes e assumiu os vocais do grupo, o mesmo também dividia partes das canções e tem um trabalho paralelo, no qual, ele é o vocalista principal. Tomada essa decisão, a banda, em menos de seis meses, começou a compor novas músicas e vem a público informar o lançamento, ainda para 2018, de um novo trabalho de estúdio, o EP “Frankenstein”, que atualmente está sendo trabalhado no “Under Studio” na cidade de Ribeirão Preto/SP.

“Frankeinstein” terá quatro faixas inéditas e será lançado inicialmente em formato digital, a banda informa que o processo está bem avançado e as músicas ganhando corpo. As músicas já foram gravadas e o processo de masterização está sendo feita pelo renomado produtor Rômulo Ramazini, também guitarrista e vocalista do Necrofobia.

O vocalista e guitarrista, Rafael Musa, explica o que criou para o EP “Frankenstein” e todo sentimento que ele irá carregar: “É um álbum que expõe e critica fortemente o comportamento histórico humano em suas diversas ações cotidianas. De cara, Marcas, possível primeira faixa do álbum, retrata o homem como protagonista da própria destruição e responsável por diversas mazelas do mundo. É hora de mudar, antes que seja tarde. Frankenstein expõe a triste natureza humana contextualizada em comportamentos atuais. Sua fraqueza aliada às incertezas do mundo moderno transformam o homem em um ser meticuloso e cheio de interesses pessoais. Locomotivos retrata a violência física e sexual contra mulheres, crianças e adolescente. Traz dados estatísticos alarmantes que expõe esta infeliz realidade brasileira. Por fim, a Jornada, cuja parte instrumental é de autoria do ex-membro da banda Elvio Trevizoni, apresenta o problema do homem moderno, escravo das consequências de suas próprias escolhas e, na maioria das vezes, não preparado psicologicamente para elas”.

Ainda não se sabe a data oficial de lançamento, porém, a banda revela que muito em breve estará liberando a arte oficial e o primeiro single para apreciação dos fãs do Rock enérgico e inteligente criado pela Magnética.

Formação:

Marcos Ribeiro: Bateria 
Rafael Musa: Guitarra e voz
Anderson Pavan: Contrabaixo
Kelson Palharini – Guitarra

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/magneticaoficial/

Roadie Metal Press: http://www.roadie-metal.com/press/magnetica