Obscurity Vision

Balneário Rincão, cidade litorânea de Santa Catarina que fica a 186 km ao sul de Florianópolis, não era um lugar apropriado a uma cena do metal extremo até 1997, quando a OBSCURITY VISION foi idealizada pelos amigos Luiz Rodriguez (guitarrista) e Rafael Vicente (vocalista). A ideia era buscar no death metal e black metal o alicerce para um som rápido, brutal e que gerasse satisfação ao próprio grupo que, no ano 2000, se completou com Daniel Machado (baixo) e R. Nunes (bateria). O quarteto ensaiava suas músicas acrescentando muita melodia e, assim, o peso foi se adaptando à técnica.

Em 2002 a banda finaliza o seu primeiro trabalho de estúdio, a demo “Obscurity Creation”. A qualidade hospedada em uma produção crua e direta, fez o grupo se aproximar mais do black metal. 2003 chega e uma mudança importante acontece no line-up, Rafael se ausenta e, em seu lugar, assume Gil Souza. Isso durou até 2005. Após uma longa parada, o grupo retorna em 2010 com Luiz ocupando a bateria e seu irmão João Rodriguez a guitarra. Essa formação que ainda contava com Gil no vocal, trouxe Nery Bauer no baixo. Foi um período construtivo com shows e novas composições, mas que acabou em 2012.

Definitivamente a banda se ergue em 2016 e, com casa arrumada, Luiz Rodriguez retoma a posição de guitarrista e Luiz Tretin assume a bateria. Com o retorno de Rafael ao grupo a OBSCURITY VISION sai promovendo alguns shows até entrar em estúdio para a gravação do single “I Can See”, que foi incluído no relançamento da demo “Obscurity Creation” nesse mesmo ano. Descoberta por muitos bangers da Região Sul a OBSCURITY VISION viveu bons momentos conduzidos por este registro, que recebeu muitos elogios. “O grupo foca seus esforços na criação de uma forma brutal de death/black metal, mas adornada com melodias ótimas”, resume Marcos Garcia do blog Heavy Metal Thunder, editor do antigo blog Metal Samsara. “I Can See” que se tornou carro-chefe da banda, foi produzida no estúdio A Todo Volume, em Forquilhinha/SC. No dia 11 de novembro de 2016, a música estreia no Youtube como lyric video e, de lá pra cá, cresce em número de acessos revelando o interesse do headbanger na música nebulosa da banda.

Com novas composições na bagagem, em 2017 o quinteto começa a trabalhar no primeiro full-length, mas sem deixar de lado a rotina de shows. O álbum sai em dezembro e é disponibilizado em dezenas de plataformas de streaming pela Sangue Frio Produções. “Dark Victory Day” ganhou vida com treze faixas sinônimas em talento, provindas da dedicação do grupo que fez o lançamento físico de forma independente. A música “Violência” ganhou videoclipe legendado e o álbum chegou com uma produção sem tanta “alegoria”, mostrando a crueza dos riffs sujos e pegada valorizando o peso e velocidade, porém, destacando bem a melodia que sempre foi o ponto forte da banda.

2018 segue como ano de desafios e conquistas. As confirmações em grandes festivais undergrounds de Santa Catarina, como “Inferno Metal Fest” e “Brutal Metal Fest” deram mais visibilidade ao grupo que formou parceria com os selos Profanação Metálica Distro e Rono Abrasax Distro Rec. para a distribuição do álbum. Inevitavelmente, a OBSCURITY VISION cairia nas graças da cena extrema nacional, com notas de imprensa em veículos importantes do Brasil, como Roadie Crew, Arte Metal, Heavy Metal Thunder BR, Coletivo La Migra e Roadie Metal.

Devido à incompatibilidade de agenda, Nery teve de sair da banda, pois seu trabalho como produtor musical e outras funções começavam a conflitar com a rotina do grupo. Em seu lugar, o velho conhecido do cenário local, Thiago Junglaus (ex-Forest Of Demons) assume o baixo e já chega mostrando serviço na gravação do single inédito “The Deception of Truth”, lançado como videoclipe em setembro de 2018. Com o line-up redefinido, a banda assina com a Brauna Music Press, a mesma assessoria de bandas como a Headhunter DC da Bahia, Barril De Pólvora de Minas Gerais e Facing Fear do Rio de Janeiro, para trabalho de representação. A OBSCURITY VISION segue marcando shows pelo Brasil e exterior, enquanto compõe novos “hinos” e promove o seu debut.

Formação:

Rafael Vicente (vocal)

Luiz Rodriguez (guitarra)

João Rodriguez (guitarra)

Luiz Trentin (bateria)

Thiago Junglaus (baixo)

Discografia:

Obscurity Creation (2002, demo)

Dark Victory Day (2017)

Videografia:

I Can See (2016, lyric video)

Violência (2018, lyric video)

The Deception of Truth (2018, videoclipe)

Ouça “Dark Victory Day” pelo streaming:

Spotify: https://open.spotify.com/artist/0Qv0sAAvzffnT9ZNUpeTsp

Deezer: https://www.deezer.com/br/album/55827882

iTunes/AppleMusic: https://itunes.apple.com/br/album/dark-victory-day/1341026396

Napster: https://us.napster.com/artist/obscurity-vision/album/dark-victory-day-explicit

Anghami: https://play.anghami.com/album/3484223

Tidal/WiMp: https://listen.tidal.com/album/83877657

Amazon Music: http://a.co/dirQpjI

Google Play: https://play.google.com/store/music/album/Obscurity_Vision_Dark_Victory_Day?id=Bvpof6ykg7pv272l2ktmp3ibsm4

Confira o lyric video de “I Can See”:

https://www.youtube.com/watch?v=l9TC39Y43LQ&t=34s

Confira o lyric video de “Violência”:

Confira o videoclipe do single “The Deception of Thruth”: